AVALIAÇÕES

 

 

Avaliação baseada no desempenho de Habilidades Médicas (NHM):

 

Primeiro bimestre

 

  1. Nota oficial (avaliação cognitiva): Será composta pela nota da prova teórica (peso de 60%) e a nota do caso clinico estruturado (peso de 40%)

  2. Nota Parcial (avaliação formativa): Será composta pela avalição do desempenho diário das atividades. Com peso de 30%.

 

 

Segundo bimestre

  1. Nota oficial (avaliação cognitiva): Será composta pela nota da prova teórica (peso de 60%) e a nota do OSCE - Exame Clínico Objetivo Estruturado (peso de 40%)

  2. Nota Parcial (avaliação formativa): Será composta pela avalição formativa (desempenho diário das atividades). Com peso de 30%.

 

OBS.: a confecção de um caso clínico estruturado contando com a realização de Anamnese e Exame Físico, elaboração de diagnóstico e proposta de cuidado integral (incluindo a conduta propedêutica e terapêutica / elaboração de prescrição médica). O caso clinico deve ser de um paciente que o aluno atendeu durante o bimestre.

A prova teórica sera composta por questões de múltipla escolha e por questões dissertativas. O conteúdo das provas teóricas sera sobre os temas das aulas teóricas tanto de clinica medica quanto de clinica cirúrgica.

 

 

CRITÉRIO DE APROVAÇÃO

 

Pontuação do semestre para a aprovação:

 

  1. A aprovação do aluno sem a realização do exame final será > ou = a 7,0 (sete).

  2. A aprovação do aluno com a realização do exame final será > ou = 6,0 (seis).

  3. Se obtiver média de todo o semestre igual a 5,0 (inclusive) até 6,9 (inclusive) ele realizará um exame final necessitando ter uma média > ou = a 6,0 entre a nota da prova final mais a média do semestre.

 

 

Composição da nota final do semestre:

 

 

Caso o aluno obtenha todos os requisitos descritos anteriormente a formula para cálculo da média final será:

 

                                                             NHM = [(NC x 7) + (NF x 3)] /10     

Onde,                                                      

 

NHM = Nota Final das Habilidades Médicas;

 

NC (Nota Cognitiva): No primeiro rodízio essa avaliação será constituída pela nota da prova teórica (NPT) com peso 6 (60%) somada a nota do Caso Clínico (NCC) com peso 4 (40%) – NCrod1 = [(NPT x 6) + (NCC x 4) / 10. Já no segundo rodízio, essa avaliação será constituída pela nota da prova teórica (NPT) com peso 6 (60%) somada a nota da prova prática (OSCE) com peso 4 (40%) – NCrod2 = [(NPT x 6) + (OSCE x 4) / 10.

 

NF (Nota da avaliação Formativa): Conceito diário de desempenho em atividades práticas, relativo aos quesitos: Atitude, Habilidade e Cognição, que mediante combinação de acordo com a tabela a seguir é convertido em Nota (valor numérico).

 

Atitude:

  • Pontualidade;

  • Assiduidade;

  • Apresentação;

  • Ética na relação com o paciente, professores, colegas e demais integrantes da equipe de saúde;

  • Responsabilidade no cumprimento de tarefas e respectivos prazos, previamente determinados pelo professor. Ex: Entrega de anamnese;

  • Responsabilidade em atender a determinação de portar os equipamentos necessários à atividade prática (termômetro, fita métrica, esfingmomanômetro, estetoscópio, abaixador de língua, lanterna e otoscópio);

  • Capacidade de receber crítica e realizar avaliação crítica (auto-avaliação).

 

Habilidade:

  • Capacidade de realizar entrevista centrada no paciente;

  • Capacidade de estabelecer vínculo/relação médico-paciente conjuntiva;

  • Capacidade de realizar o exame físico geral e segmentar com semiotécnica adequada;

  • Capacidade de elaborar Impressão Diagnóstica Ampliada;

  • Capacidade de apresentar Caso Clínico de forma clara e sistemática.

 

Cognição:

  • Conhecimento da fisiopatologia e semiologia dos sintomas e sinais em questão;

  • Capacidade de realizar análise-crítica nas discussões teórico-práticas;

  • Construção do raciocínio clínico e elaboração fundamentada de impressão     diagnóstica ampliada.

 

© copyright 2014 | Alberto Bicudo Salomao 

Todos os direitos reservados

SUBIR