Como interpretar gráficos de Metanálises ?

 

 

Uma dúvida comum ao lermos uma metanálise, é como interpretar a informação presente em seus gráficos. Em grande parte das vezes, o mesmo será apresentado conforme o exemplo presente nesta página. 

 

 

Na coluna da esquerda estão listados os estudos dos quais os dados foram coletados. Na segunda coluna, cabeçalho EXPT contem os dados do grupo experimental de cada estudo. Os valores indicam o número de eventos (n) e o tamanho do grupo (N). Na próxima coluna, cabeçalho CTRL, contém os dados do grupo controle. Os valores indicam o número de eventos no grupo (n) e o tamanho do grupo (N).

 

 

As linhas horizontais representam os intervalos de confiança, ie, a variação de valores aonde o razão de chance (odds ratio) pode está com 95% das vezes se o a acaso for responsável pelos resultados do estudo. Se a linha horizontal toca ou cruza a linha central vertical do gráfico, ele indica que não ocorreu diferença estatística entre os grupos sobre o benefício ou malefício do tratamento. A linha que termina com uma seta indica que o intervalo de confiança estende-se além da escala do gráfico. É importante notar que a escala que esta sendo utilizada pode variar de revisão para revisão.

 

O ponto central de cada linha horizontal do gráfico representa o odds ratio de cada estudo. Representa o tamanho do efeito ou a mensuração do efeito. No caso de eventos adversos (morte), se o ponto central esta a esquerda da linha central do gráfico, indica que o tratamento avaliado reduz a probabilidade de morte. Se estiver a direita da linha central, indica que o tratamento avaliado aumenta a probabilidade de morte. Pode existir variação quanto ao ponto estimado, risco relativo, diferença de risco, assim como a representação.

 

O tamanho do ponto central indica o peso relativo de cada estudo no resultado final. O peso é baseado no número de participantes  e no número de eventos. Grandes estudos tem maior peso. A qualidade dos estudos não contribui com o peso. O diamante vermelho representa o resultado final da combinação dos estudos (metanálise). O ponto central representa a razão de chances (odds ratio) da metanálise e seu tamanho representa o intervalo de confiança. Na Biblioteca Cochrane o padrão na apresentação dos resultados é o Peto Odds Ratio (um modelo de efeito fixo). Se o diamante esta a esquerda na linha vertical ele é significante, se ele toca ou cruza a linha vertical não existe diferença estatística na metanálise.

 

O resultado combinado dos estudos é nomeado de 'Subtotal' ou de 'Total' porque o gráfico representa apenas um subgrupo do desfecho clínico 'Neonatal death'. Na parte de baixo do gráfico, o valor de z é um teste estatístico da significância do efeito global, ie, uma medida matemática equivalente a localização e o largura do diamante preto no gráfico. O valor do qui-quadrado é um teste estatístico de homogeneidade do tamanho do efeito entre os estudos, i.e., uma medida da consistência do resultado entre os estudos individuais.

Se o intervalo de confiança não contém o valor neutro (nulo), ou seja não toca nem cruza a linha vertical, estes resultados são ditos como “estatisticamente significantes”. 

 

FONTE: http://www.virtual.epm.br/cursos/metanalise

 

 

 

© copyright 2014 | Alberto Bicudo Salomao 

Todos os direitos reservados

SUBIR